Google
 

Um terabyte de polegada quadrada - Mil milhões de anos de memória

Bookmark e Compartilhe

Um grupo de cientistas da Universidade da Califórnia em Berkeley está desenvolveu uma nova tecnologia de armazenamento de dados. O objetivo é armazenar informação digital durante milhares de anos.

Os dispositivos hoje existentes não são adequados ao armazenamento de longo prazo porque se degradam com o tempo. As memórias convencionais atualmente em uso, como os discos duros e a memória flash, têm uma vida estimada entre 10 a 30 anos.


Nas simulações teóricas e em laboratórios, os cientistas confirmaram que uma memória construída com o nanotubo de carbono e a nanopartícula de ferro atingirá uma capacidade de armazenamento de um terabyte por polegada quadrada.

O protótipo,criado pelos cientistas ,é de uma memória digital formada por uma nanopartícula de ferro inserida dentro de um nanotubo de carbono.
nanotubo
Esta nanopartícula tem uma vida estimada de mil milhões de anos e para armazenar bits é necessária uma pequena descarga elétrica no tubo,o que leva a partícula a mudar de posição, deslocando-se para um lado e para o outro no interior do nanotubo, representando o 0 e o 1 digitais.

Ouça o texto

3 comentarios:

Bronca no Trombone disse...

Interessante este post. Isso indica que logo a nossa forma de armazenar dados vai mudar e o espaço para tanta informação será cada vez mais diminuto.

Beijos,

André

"Antonio" disse...

Olá Amigona como sempre passando aqui para ver as novidades e comentar lá nó diHITT e sempre dar uma força Beijos e fica com Deus

FHAZ NEW disse...

André e Antonio
Essa tal de tecnologia é fantástica!Vai salvar o mundo.
bjks amigos

Imprimir
Related Posts with Thumbnails