Google
 

Diploma de jornalismo deixa de ser obrigatório

Bookmark e Compartilhe

O diploma do curso de jornalismo não é mais obrigatório para exercer a profissão. A decisão foi tomada pelo STF (Supremo Tribunal Federal) na semana passada.

Por oito votos a um, os ministros do Supremo decidiram derrubar a exigência do diploma. De acordo com Gilmar Mendes, presidente do STF e relator do processo, o fato de um jornalista ser graduado não significa que ele tenha qualificação maior para atuar profissionalmente.

Quem deveria exercer o controle de qualidade, na opinião do ministro Mendes, são os próprios meios de comunicação, através da contração de seus profissionais. Ele nega que a definição seja contrária à Constituição.

A decisão não pode ser revertida. O único recurso possível, chamado de embargo de declaração, não mudaria o resultado do julgamento.
Folha de São Paulo

Ouça o texto

6 comentarios:

Tiago disse...

Não deveria ser assim com qualquer profissão, exceto as que atuam na área da nossa saúde? Digo que surgiriam ótimos advogados que nunca cursaram direto e talvez até superassem o exame de classe facilmente, considerando apenas um exemplo.

FHAZ NEW disse...

Tiago
O assunto é polêmico mesmo entre a classe jornalística.

Gilmar Mendes,presidente do STF,comparou o jornalista a um chef de cozinha. Ele pode ser formado numa faculdade de gastronomia, mas isso não significa que toda e qualquer refeição tem obrigatoriamente que ser feita por profissional graduado em curso superior

O ministro Cezar Peluso disse que experiências de outros países demonstram que o jornalismo sempre pôde ser bem exercido sem qualquer exigência de formação e não existe no exercício do jornalismo nenhum risco que decorra do desconhecimento de alguma verdade científica.

Já o panfleto da Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas), que foi distribuído em todo o país, alerta para o fato de que a sociedade, depois de enfrentar a ditadura durante 21 anos, pode estar diante de um novo golpe. “Desta vez, direcionando contra o seu direito de receber informação qualificada, apurada por profissionais capacitados para exercer o Jornalismo, com formação teórica, prática e ética.”

E há que diga que a formação específica em curso deve ser dispensada para a garantia do exercício pleno das liberdades de expressão e informação.

Durma-se com um barulho desses! ...

Gustavo Freitas disse...

Divulguei seu blog no Correio Tec, dá uma conferida,
http://correiotec.com/descobrindo-a-blogosfera-fhaz-new/,
um abraço.

ronaldopereiraborges disse...

Eu sou totalmente contra esse posicionamento do STF, publiquei até um artigo lá no meu blog!
Sabe o que é isso? Brasil!
Parabéns pelo seu blog, muito informativo, venho aqui mais vezes!

O BLOG DO SEU PC disse...

Essa decisão não muda nada no mundo jornalístico, pois há muitas pessoas que escrevem, tem colunas nos jornais, revistas...e não são jornalistas. Essa lei vem só reforça o que já acontece há muito tempo, por conta não motivo para todo esse alarde.

FHAZ NEW disse...

Gustavo
Grande iniciativa só podia ter partido de você.
Fiquei muito feliz.Obrigada!

Na web, a cooperação cria força enquanto a competição enfraquece.

Você sabe muito bem o que penso do seu trabalho… é vida inteligente na rede.

abs

Imprimir
Related Posts with Thumbnails