Google
 

Chip de grafeno de 1.000 GHz

Bookmark e Compartilhe

Chip de Grafeno O Chip de grafeno poderá levar processadores a funcionarem em velocidades de até 1.000 GHz, ou 1 THz. Para se ter uma ideia, os chips atuais chegam a, no máximo, 5 GHz.

O chip é feito de carbono, com apenas um átomo de espessura, dispostos em um formato que lembra uma tela.
formato lembra tela

O chip de demonstração desenvolvido por pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts é um multiplicador de frequências. Esse material já foi utilizado para demonstrar os melhores transistores já fabricados, aí incluídos o mais rápido, o menor e o mais fino desses componentes que são à base de toda a eletrônica.

Os atuais multiplicadores de frequência exigem múltiplos componentes eletrônicos, o que gera sinais de saída com ruídos, que exigem filtros e consomem muita energia.O chip de grafeno, por sua vez, utiliza um único transistor e produz um sinal de saída limpo que dispensa os circuitos adicionais de filtragem.


Os pesquisadores afirmam que chip poderá estar disponível industrialmente em um ano ou dois.


A pesquisa está sendo financiada pelo MIT Institute for Soldier Nanotechnology e pela Interconnect Focus Center programa e está sendo acompanhado pelo governo federal e pelas empresas do setor privado de chips.

Inovação tecnologica

Ouça o texto

1 comentarios:

Lundquist disse...

Que noticia bacana! Ja imaginem a ipotese, mesmo que se chegue a metade da potencia estipulada, ja supera a atual tecnologia 100x, se for um cpu normal ja são 200x! isso seria demais, se um micro comum pudesse ter um processador com 15GHz ja seria muito legal...

Imprimir
Related Posts with Thumbnails