Google
 

Um minúsculo microscópio em um chip

Bookmark e Compartilhe

Este microscópio combina o poder da informática e da tecnologia microfluidic, que dá o desempenho melhor apesar de seu tamanho minúsculo.

O microscópio é pequeno o suficiente para ser usado em um telefone celular, detecta germes ou bactérias e podendo assim detectar doenças, como a malária, analisar amostras de sangue, ou controlar qualidade da água e outros agentes patogênicos. Poderia também ser implantados no organismo o que pode autonomamente ver células cancerosas na circulação sanguínea, assim, fornecendo importantes informações de diagnóstico e ajudar a deter a propagação do câncer.
Não tem nenhuma lente ou nenhum outro elemento ótico, que são a necessidade básica para um microscópio. A ausência das lentes neste micro microscópio faz também o preço mais baixo do que a média, que custará somente $10 cada para a produção maciça.

Ele é composto de três camadas. A camada superior é feita da canaleta microfluidic, a segunda camada é o revestimento do metal e o último é um sensor de CCS. Há uns furos minúsculos no revestimento do metal, que é um medidor de diâmetro, que está na coordenação com os pixels na disposição do CCD. A camada microfluidic carrega uma amostra líquida tal como o sangue ou a água.

Maiores detalhas e tecnicas, você pode ler no site Techradar

Ouça o texto

1 comentarios:

Pedro Ivo Jovelli disse...

em breve poderemos todos utilizar chips como este ! ... mas EU sou completamente contra este tipo de coisa ! ... a tecnologia está evoluindo, mas não acho legal termos chips ...e essas coisaradas no corpo ! ... será um mundo cyber punk demais !! ... me preocupo com isso ! =0

Imprimir
Related Posts with Thumbnails